Notícias

Indústrias brasileiras não aproveitaram a vitrine da Heimtextil

Considerado um dos maiores eventos do mundo em têxteis para o lar e para hotelaria, a Heimtextil 2017 registrou um público de 70 mil visitantes de todo o mundo.  A indústria têxtil brasileira, no entanto, não soube aproveitar essa grande vitrine mundial. A análise é do presidente do Sintex – Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem e do Vestuário, Ulrich Kuhn.

“Temos uma parceria com a Messe Frankfurt, que organiza a Heimtextil, desde os tempos da Texfair, feira têxtil promovida pelo Sintex, em Blumenau, até 2013. Com o apoio da Abit – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção e incentivo do programa TexBrasil, tínhamos um espaço institucional para que empresas brasileiras participassem do evento, mas houve pouca adesão, o que inviabilizou o projeto”, explica Kuhn.

A dificuldade das indústrias em participar foi motivada pela conjuntura econômica atual, na opinião do presidente do Sintex, no entanto, foi uma grande perda em termos de exposição. Kuhn destaca que o espaço conquistado estava no Pavilhão 8, uma área nobre e clássica do segmento de cama, mesa e banho na Heimtextil.

Além de perder essa grande vitrine mundial, as indústrias brasileiras também deixaram passar uma grande oportunidade para buscar referências, tendências e se inspirar. “Na área de produtos para cama, impressionou-me a grande força da estamparia digital nas empresas internacionais”, aponta Kuhn. Outro ponto que chamou a atenção do presidente do Sintex foi a evolução rápida e surpreendentes dos produtos asiáticos.

O diretor executivo do Sintex, Renato Valim, que também participou da visita, conta que Turquia, Índia e Paquistão igualmente eram países com grande força no evento. “Como entidade parceira e sindical das indústrias do segmento, tínhamos o compromisso de visitar o evento, mas lamentamos ver tão pouca representatividade do Brasil”, destacou Valim.

Da região do Vale do Itajaí, a Teka foi a única empresa têxtil brasileira presente na Heimtextil como expositora. O objetivo foi o de aumentar as vendas de exportação para mercados como Estados Unidos, Europa e Oriente Médio.

Sobre a Heimtextil

Realizada em Frankfurt, na Alemanha, de 10 a 13 de janeiro, a Heimtextil é considerada uma das maiores feiras do mundo em têxteis para o lar e para hotelaria, com a participação de cerca de 2.800 expositores e a visita de aproximadamente 70 mil visitantes de todo o mundo.

É na Heimtextil que se apresentam as maiores novidades e últimas tendências nos segmentos de roupa de cama, banho, mesa, tapetes e carpetes e ainda artigos de decoração para janelas e paredes.



Compartilhe:

<< Voltar