Notícias

Haco desenvolve etiquetas inteligentes - o futuro da automação na cadeia da indústria têxtil

A Haco, renomada empresa de etiquetas e demais soluções em identificação, se tornou o principal fornecedor de “etiquetas inteligentes”, após quase uma década de pesquisas e desenvolvimentos. Substituindo o código de barras, as etiquetas RFID (Radio Frequency Identification) possibilitam a identificação de produtos por meio de leitura a distância com antenas de radiofrequência.

Recentemente a Haco participou de importante projeto que envolve a tecnologia RFID. A empresa é parceira da marca memove, a primeira empresa brasileira de fashion retail que adotou o sistema RFID em toda sua cadeia produtiva. A memove, que faz parte do grupo VGB (Valdac Global Brands), teve a sua primeira loja inaugurada no dia 06 e outubro. A parceria teve um início promissor, e tem tudo para caracterizar um case de sucesso.

O abastecimento da identificação RFID para o mercado cresce a cada dia, atendendo aos mercados têxtil, vestuário, calçadista e varejista. Há mais de 80 anos a Haco já atende estes segmentos, com seu vasto portfólio de soluções em identificação. Em 2012, esse número pretende quadruplicar em sua participação em projetos RFID nos segmentos descritos.

Um dos grandes desafios em projetos das etiquetas inteligentes é colocar a identificação já na confecção do produto. E a Haco superou esta barreira, inclusive com fornecimento direto aos confeccionistas na China, através da unidade Haco-Asia. “Estamos prontos para fornecer soluções RFID em toda a cadeia do vestuário, desde a produção até a frente de loja. Além de todo o conhecimento em RFID, a Haco apresenta diferenciais fundamentais para o sucesso dos projetos: falamos a linguagem do vestuário; temos capacidade produtiva e de pessoal para atender grandes demandas; e mais importante, entendemos do processo de logística deste segmento”, destaca Alexander Stefan Dattelkremer – CEO da Haco.

A tecnologia RFID é a mais avançada para identificação e rastreamento online de produtos, caixas, paletes, contêineres, ou virtualmente qualquer outro objeto. O mercado mundial de RFID movimenta cerca de US$ 4 bilhões e vem crescendo a taxas anuais de mais de 20%. A expectativa é de que em 2012 atinja cerca de US$ 8,4 bilhões em movimentação de etiquetas. O uso da tecnologia RFID cresce, principalmente, no rastreamento de bens e em sistemas de localização em tempo real.

Conheça a Haco

Fundada em 1928, em Blumenau (SC), a Haco Etiquetas fornece seus produtos para mais de 30 países e detém 70% do mercado brasileiro. Com um parque industrial de mais de 40 mil metros quadrados, produz cerca de três bilhões de etiquetas por ano, em suas cinco unidades fabris: Blumenau, Massaranduba e Criciúma (SC), Eusébio (CE) e Covilhã (Portugal).

Além de etiquetas (tecidas, estampadas e sintéticas), apresenta itens como cadarços, tecidos, jacquard, fitas, transfer, tags, embalagens, rótulos e produtos com tecnologia RFID. Sistematicamente, a empresa lança coleções de tendências após pesquisas em centros de moda e sites especializados, sempre oferecendo aos clientes o que há de mais atual no mercado.

Atualmente, a empresa vive um momento de expansão internacional. Em janeiro de 2011 iniciou a produção de etiquetas, tags e outros  produtos de identificação na China, através da parceria com uma empresa asiática que está há mais de 25 anos atuando no mercado têxtil. O principal objetivo é garantir às marcas brasileiras que produzem na Ásia – clientes da Haco – o mesmo padrão de cores, informações, texturas e acabamentos das etiquetas produzidas no Brasil. Para o acompanhamento dos processos e atendimento aos clientes, um escritório em joint venture foi montado na cidade de Hong Kong.

www.haco.com.br

 


Compartilhe:

<< Voltar