Painel de crochê de 30 metros feito por ex-detentos é cenário da Bienal na Virada da Virada

Peça começou a ser tecida em setembro dentro da Pinacoteca e foi cenário de evento que celebra o voluntariado, realizado nos dias 23 e 24 de novembro

Novelos de diferentes tipos foram transformados por um grupo egressos do sistema prisional, a partir da técnica do crochê, em um painel de 30 metros de largura x 3 metros de altura que foi exposto durante a Virada da Virada, realizada na Fundação Bienal de São Paulo. A peça, que começou a ser tecida dentro da Pinacoteca durante o mês de setembro e ficou em exposição no museu, estampou o evento que celebra o bem e a vontade de mudar o mundo, promovido pela união de duas das maiores redes de voluntariado do mundo, o GRAACC e a Turma do Bem nos dias 23 e 24 de novembro.

O painel de crochê é mais uma iniciativa do projeto Ponto Firme, liderado pelo estilista Gustavo Silvestre, que leva afeto, design e estética para dentro de uma penitenciária masculina de Guarulhos e acolhe também egressos do sistema prisional, promovendo a transformação social a partir do crochê. Para esta ação, contou com o apoio da Círculo S/A, empresa têxtil especializada em produtos para trabalhos manuais, que doou novelos de diferentes tipos para a confecção desse trabalho em crochê, definido por Gustavo Silvestre como uma escultura social criada por diversas mãos.

Gustavo Silvestre é um dos principais nomes no trabalho artesanal e já confeccionou roupas para celebridades como Anitta, Pabllo Vittar, Gaby Amarantos e Pitty. Ele está à frente do Projeto Ponto Firme desde 2015, mudando histórias e transformando vidas através do trabalho manual. Mais de 120 detentos já passaram pelo projeto, que, atualmente, conta com 25 alunos.

Virada da Virada

Promovida pela união de duas das maiores redes de voluntariado do mundo, o GRAACC e a Turma do Bem, a primeira edição da Virada da Virada trouxe a percepção do voluntariado e debates importantes em uma programação intensa com palestras, shows, exposições e feiras. Tudo isso em uma grande festa de pessoas que desejam melhorar o mundo e ainda destinar a renda para manter os atendimentos das duas instituições. A Virada da Virada foi realizada nos dias 23 e 24 de novembro, na Fundação Bienal, no Parque Ibirapuera. Cerca de 100 ONGs apresentaram suas ações de impacto social para atrair novos voluntários. O GRAACC e a Turma do Bem, organizadores da maratona, também mostraram seus resultados.

Círculo S/A

A empresa é a maior fabricante de fios para trabalhos manuais da América Latina e desenvolve produtos e acessórios para artesanato. Há 81 anos no mercado, exporta para mais de 20 países e é a marca com maior atuação do segmento no país. Conta com mais de 500 produtos em seu mix e, através do Time de Artesãos, que somam 14 profissionais, oferece suporte na educação e profissionalização do artesanato, com workshops em todo o Brasil, além de estimular quem pratica o trabalho manual como hobby, oferecendo e-books gratuitos, aplicativo próprio e publicações especializadas em tricô, crochê e amigurumi.