Fios de seda superior ao produzido na China

Na área dos fios de seda, proveniente do bicho-da-seda, o Brasil supera em qualidade aos produzidos na China e por conta disso os preços nacionais são superiores à nível global, entre 15% e 20%. A fiação brasileira Bratac, única no País neste segmento, fundada em 1940, em 2019, deverá produzir 507 toneladas representando alta de 3,8% sobre 2018 dos quais 80% são de alta qualidade e 94% serão exportados. Em 2018, segundo a Abit, as exportações desse produto cresceram 2% sobre 2017 e seus maiores importadores foram: Vietnã (32%), Japão (28%), França (26%) e Itália (10%). Em 2016 a fiação Bratac, faturou R$ 100 milhões e não revelou estes dados em 2017 e 2018.

Veículo: IEMI

Seção: Notícias