Renner investirá até R$ 37 milhões em operação na Argentina

A Renner vai investir neste ano entre R$ 34 milhões e R$ 37 milhões na instalação de sua operação no mercado argentino, afirmou o presidente da companhia, José Galló, em entrevista ao Valor. A varejista prevê um investimento de R$ 10 milhões em tecnologia e logística para operar no mercado argentino. 

“Os investimentos em loja serão os mesmos feitos no Brasil, entre R$ 8 milhões e R$ 9 milhões”, afirmou Galló.As lojas na Argentina terão tamanho médio de 2 mil metros quadrados, como as do Brasil. A companhia vai abrir duas unidades em Buenos Aires e uma em Córdoba. As coleções serão iguais às vendidas no mercado brasileiro e uruguaio e também serão fabricadas no Brasil, em sua maioria. O executivo também disse que vai manter o mesmo posicionamento de preço na Argentina em comparação aos preços adotados no Brasil.

Segundo Galló, a decisão de investir na Argentina neste ano deveu-se ao bom desempenho de vendas da companhia no mercado do Uruguai. A Renner fechou 2018 com sete lojas no Uruguai, sendo cinco em Montevidéu, uma em Rivera e outra em Punta Del Leste.

“Os resultados previstos para o Uruguai se confirmaram, tanto que a companhia abriu mais três lojas no ano passado. Isso nos motivou a abrir a operação na Argentina”, afirmou Galló. O executivo disse que muitos consumidores argentinos passaram a frequentar as lojas da Renner em Montevidéu e em regiões de fronteira entre Brasil e Argentina. 

“Independentemente da situação volátil na economia da Argentina, o país tem um mercado consumidor relevante. Nos shopping centers da Argentina, a vacância de lojas é quase zero. Vimos oportunidades de abrir lojas e decidimos aproveitar a chance”, afirmou. 

Galló disse ver mais oportunidades de crescimento no mercado argentino. Ele observou que, enquanto no Uruguai, 80% da população se concentra em Montevidéu, na Argentina, existem muitas cidades com população superior a 200 mil habitantes. Córdoba, uma das cidades escolhidas pela Renner, tem 1,5 milhão de habitantes. 

Enquanto em Montevidéu existem 2,3 milhões de habitantes, na grande Buenos Aires, vivem 13 milhões de pessoas. Só a capital argentina possui 70 shopping centers. “A Renner sempre cresceu no Brasil, mesmo em anos de muita volatilidade cambial. Vai ter uma experiência interessante ir para a Argentina”, afirmou Galló.

O presidente da Renner disse ainda que não tem planos de ir para outro país em 2019. “Há muitas coisas boas para se fazer na Argentina”, disse.

Há pouco, as ações da Renner subiam 1,78% na B3, cotadas a R$ 45,23. O Ibovespa caía 2,20%, para 95.529 pontos.

Veículo: Valor Econômico

Seção: Empresas