Justiça determina afastamento do presidente da Teka

A companhia têxtil Teka, em recuperação judicial, informou nesta sexta-feira o afastamento do diretor-presidente da companhia, Frederico Kuehnrich Neto, após decisão judicial proferida pela 2ª Vara Cível de Blumenau (SC). Segundo o aviso ao mercado, a decisão é cautelar. 

O documento entregue à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) diz que o cargo agora será exercido pela gestora judicial Fabiane Paula Esvicero, pelo prazo inicial de seis meses, seguindo a decisão da Justiça.

A Teka, fabricante de itens de cama, mesa e banho, protocolou pedido de recuperação judicial em outubro de 2012.

Veículo: Valor Econômico

Seção: Empresas