Exportação de calçados volta a crescer em abril

As exportações brasileiras de calçados voltaram a crescer em valor em abril, após seis meses consecutivos de queda, informou ao Valor a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). No mês passado, os embarques somaram US$ 93,2 milhões, com alta de 17,6% em relação ao mesmo mês do ano anterior. 

Em volume, as exportações somaram 9,9 milhões de pares, com incremento de 18,4% comparado ao mesmo mês de 2017.

No acumulado do primeiro quadrimestre, as exportações registram alta de 1,8% em valor, para US$ 344,2 milhões. Em volume, também houve incremento de 1,8%, para 40,4 milhões de pares.

"É um resultado positivo, mas ainda é difícil dizer se essa alta sinaliza um crescimento das exportações para os próximos meses", afirmou Heitor Klein, presidente da Abicalçados. De acordo com o executivo, em abril e maio, as exportações são destinadas principalmente aos mercados da Europa e América Latina. 

Klein disse ter dúvidas se o crescimento de abril reflete um ganho de competitividade das exportações brasileiras em comparação a países da Ásia. "O dólar está na casa dos R$ 3,50. É um patamar que torna o produto brasileiro mais competitivo. Mas não sei se outras moedas também tiveram desvalorização em relação ao dólar", afirmou.

Ele acrescentou que as exportações feitas em abril referem-se a negócios fechados em feiras internacionais no início de 2018.

Para o ano, a Abicalçados prevê "um crescimento modesto" nas exportações. Em 2017, as vendas externas avançaram 3,2%, para 127 milhões de pares. Os principais destinos foram Estados Unidos, Argentina, França e Bolívia. 

Veículo: Valor Econômico

Seção: Empresas