SC gera 8,6 mil novas vagas em outubro

Veículo: Santa

 

A recuperação do comércio no cenário econômico ajudou Santa Catarina a manter uma escalada na criação de empregos formais pelo quarto mês consecutivo: no último mês de outubro, 8.611 novas vagas foram abertas no mercado. É a quarta melhor marca do país no período, atrás de Alagoas, São Paulo e Pernambuco.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado ontem. Só a expansão do comércio garantiu oportunidade a 3.204 novos trabalhadores, seguido pela indústria da transformação (2.717 postos), pelo setor de serviços (1.728) e pela agropecuária (1.160).

Considerando todos os setores, Santa Catarina já soma 46,1 mil novas vagas com carteira assinada em 2017. Entre janeiro e outubro, 789,3 mil trabalhadores catarinenses foram contratados, enquanto outros 743,1 mil acabaram demitidos. Entre as cidades do Estado, Joinville registrou o melhor desempenho de outubro, com 1.066 novos postos de trabalho, seguida por Brusque (620) e Blumenau (308). Navegantes teve o pior resultado, com 105 postos de trabalho fechados.

VENDAS AJUDAM A IMPULSIONAR EMPREGOS

O saldo de 8,6 mil vagas criadas no último mês também representa o melhor resultado de SC desde fevereiro, quando 14,8 mil novos trabalhadores assinaram carteira. No comparativo de cada mês, o resultado desta quinta confirma a maior alta para um mês de outubro desde 2013, quando 12 mil postos de trabalho foram criados.

A alta no volume de vendas é considerada o principal gatilho para os números positivos do comércio catarinense. Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio realizada pelo IBGE, Santa Catarina apresentou no último mês de setembro a 11ª variação positiva em relação aos mesmos períodos do ano passado.

– Temos visto um crescimento nas vagas de emprego em todos os setores da economia, mas o comércio se destaca porque é um dos segmentos que mais cresce nos últimos meses. O comércio catarinense tem a recuperação mais alta de todas as unidades da federação – destaca o economista da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de SC (Fecomércio), Luciano Córdova.