Notícias

Economia de SC cresceu 2,71% no primeiro trimestre segundo índice do BC, o que indica saída da recessão

A economia catarinense cresceu no primeiro trimestre do ano, apesar de ter tido queda em março. É isso que mostra o Índice de Atividade Econômica Regional de Santa Catarina (IBCR-SC), calculado pelo Banco Central, considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB). No período de janeiro a março, segundo o IBCR, SC cresceu 2,71% frente aos mesmos meses do ano passado, bem acima da média do país que cresceu 0,29% no período segundo o indicador. Esse índice considera dados da agropecuária, indústria, comércio e serviços. Em março, a economia catarinense apresentou queda de 2,58% frente ao mês anterior, fevereiro.

Além das dificuldades comuns num período de saída de crise, em março o Estado foi atingido em cheio pela Operação Carne Fraca, deflagrada no dia 17 daquele mês, que cancelou boa parte dos negócios no setor de carnes. No mesmo mês, o Brasil também registrou resultado negativo, mas de 0,44%, menor que o catarinense. No acumulado de 12 meses, SC teve uma queda de 1,34%, enquanto o Brasil recuou 2,64%. 

Um dado que mostra que o Estado está saindo da crise é a comparação do resultado do primeiro trimestre deste ano com o do mesmo período de 2016 frente a 2015. Enquanto este ano o crescimento alcançou 2,71%, o de 2016 recuou 4,35%. Outro dado que mostra a melhor fase do início deste ano é a arrecadação do Estado, que no período de janeiro a abril cresceu 5,9%.

Esses dados sinalizam que o Estado saiu da recessão no primeiro trimestre deste ano. A manutenção dessa recuperação vai depender do que acontecerá em Brasília. Se o presidente Michel Temer for afastado rápido e entrar um nome de credibilidade no lugar, ou se o problema vai se arrastar. 

Fonte: Diário Catarinense 



Compartilhe:

<< Voltar