Dólar tem pequenas variações com cautela diante de eleições nos EUA

Veículo: G1

O dólar virou e passou a cair nesta terça-feira (8), dia que será marcado pela cautela dos investidores à espera do desfecho das eleições norte-americanas, segundo a Reuters.

"A trajetória da moeda, deve ser definida apenas quando Wall Street pegar tração", comentou o economista-chefe da corretora BGC Liquidez, Alfredo Barbutti, à Reuters.

A aposta dos agentes financeiros é de que a democrata Hillary Clinton sairá vitoriosa nas eleições à Casa Branca, deixando para trás o republicano Donald Trump. Os movimentos desta sessão, entretanto, devem ser contidos, porque as pesquisas de intenção de voto mostram pequena vantagem de Hillary no pleito, cujo resultado deve ser conhecido na madrugada de quarta-feira.

Nos últimos três pregões, o dólar fechou em baixa, acumulando recuo de 1,13% e voltando à casa de R$ 3,20, já se ajustando à provável vitória de Hillary.

Pesquisa do Projeto Estados da Nação, da Reuter/Ipsos, calculou que Hillary tinha cerca de 90% de chances de derrotar Trump. A ex-secretária de Estado tinha vantagem de 45%, ante 42% de Trump no voto popular, e estava a caminho de obter 303 votos no Colégio Eleitoral, chegando aos 270 necessários para a vitória.

Hillary é vista pelo mercado como uma candidata que oferece maior segurança e estabilidade para os investidores.

Donald Trump é considerado um fator negativo para o peso mexicano, devido às ameaças do candidato de expulsar dos Estados Unidos milhões de migrantes ilegais, de renegociar acordos de livre comércio e da promessa de construir um muro na fronteira comum com o país vizinho, caso ganhe as eleições de terça-feira.

No Brasil
No cenário local, além das eleições norte-americanas, o mercado segue de olho na votacão da PEC do teto dos gastos na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, na quarta-feira.

O Banco Central vendeu nesta manhã o lote integral de 5 mil contratos de swap cambial reverso, equivalente à compra futura de dólares.

Na véspera, a moeda norte-americana recuou 0,82%, vendida a R$ 3,2045. No mês de novembro, o dólar passou a ter alta de 0,45%. No ano, o dólar tem desvalorização de 18,8%.