Dados da ABIT comprovam que Brasil é destaque na produção têxtil mundial

Veículo: Terra

Sessão: Notícias

A industria de moda no País já tem mais de 200 anos e a cada temporada renova suas expectativas positivas. Segundo estudo promovido pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT), o Brasil se destaca por ser o quinto maior produtor têxtil do mundo e, segundo dados divulgados em relação a 2015, figura como o segundo maior gerador de empregos, perdendo apenas para o setor "Alimentos e Bebidas".

Apesar da crise econômica que afeta todo o território nacional, esse mercado ainda tem apresentado números expressivos de capital. De acordo com a pesquisa da ABIT, no ano passado o faturamento do setor chegou a USS 36,2 bilhões, com mais de 5,5 bilhões de peças produzidas.

Buscando um lugar ao sol, diversas empresas estão investindo cada vez mais em ferramentas de marketing, como anúncios digitais, e também em melhorias constantes nos produtos e serviços.

Dessa forma, aliado aos altos índices de busca por blogs e portais com dicas de moda, a internet se mostra como um dos grandes meios de atuação do mercado têxtil brasileiro. Um estudo divulgado pelo Sebrae em dezembro de 2014 afirma que a maioria dos homens realiza pesquisas na internet antes de fazer investimentos em novas peças para o guarda-roupa.

Além disso, vale destacar que a presença e-commerce das principais lojas do mercado tem se tornado cada vez mais atrativa aos compradores. Em 2013, o Sebrae afirmou que pela primeira vez o setor de moda e acessórios liderou o ranking de produtos mais vendidos pela internet, e a tendência é que as vendas desse tipo continuem a todo o vapor.

Todo esse cenário aquece o mercado para diversos tipos de profissionais do ramo. Ainda de acordo com o Sebrae, em 2013 mais de 360 mil empresas foram responsáveis pela criação de mais de 679 mil cargos, o que gerou mais de R$ 9 bilhões em salários.

Nesse ponto, vale lembrar que as classes B e C foram o grande destaque. O nicho tem se mostrado cada vez mais operante nos últimos anos, indo contra qualquer tipo de polarização referente à classe A.

Por isso, os lojistas precisam ficar de olho em todo o potencial do mercado. E apesar da expansão do segmento on-line, os espaços físicos ainda são essenciais para uma grande parcela do público consumidor.

Sendo assim, investir em infraestrutura e otimização dos serviços é um investimento que promete bons resultados. Afinal de contas, o número de shoppings e lojas de rua nas grandes cidades apresentam forte expansão em todo o território nacional, e por esse motivo é primordial apostar em ferramentas de fidelização do cliente.

Uma das maneiras de abraçar esse potencial está nos manequins, cuja função é fazer com que as lojas vendam mais roupas. Devido à importância dos manequins , eles são considerados o principal elemento do visual merchandising.

Inclusive, existem lojas especializadas nesta área de manequins, como é o caso da loja on-line Manequins e Cia , que atende todo o Brasil e em breve países do MERCOSUL. A empresa apresenta um variado estoque de modelos de manequins, divididos em diversas categorias e que atendem as mais singulares necessidades. Existem manequins femininos, masculinos e infantis em diferentes cores e tipos de corpo, desde os magros até os plus size.

Os lojistas da moda e vestuário vêm valorizando cada vez mais os manequins. Tanto que muitas lojas têm quantidades maiores de manequins, as vezes até mais manequins do que vendedores. O que justifica sua importância no comércio de roupas e acessórios da moda.