Notícias

Voluntariado nas empresas vira exemplo e vai além do local de trabalho

É até corriqueiro vermos empresas com grupos de brigadistas e colaboradores que assumem funções voluntárias no ambiente de trabalho. Mas, o que não é tão comum assim, é perceber como as pessoas se engajam nesses programas empresariais e também fazem com que eles ultrapassem os portões das organizações. É isso que acontece na Brandili Têxtil, de Apiúna. Cerca de 30 colaboradores têm como atividade extra o voluntariado nas Equipes de Atendimento a Emergências (EAE) dentro da empresa, seguindo a legislação de segurança do trabalho. Contudo, o estímulo da têxtil fez com que muitos deles levassem esse trabalho voluntário para a vida pessoal.

Silvano Dalabenneta trabalha na Brandili há mais de sete anos e há quatro passou a ser integrante da EAE. O gosto pelo voluntariado foi tanto que há três anos ele também passou a fazer parte do Corpo de Bombeiros Voluntários da União de Ascurra. “Vemos tantas pessoas querendo prejudicar os outros, quem sabe sendo um exemplo, incentivo outras pessoas a mudarem, a ajudarem mais o próximo, e também mostro às crianças a importância desse trabalho”, comenta. Quem também está levando o “trabalho” para casa é David Gabriel da Silva Zanon. Na Brandili há três anos, ele se prontificou a fazer parte da EAE após ver o desempenho da equipe e há quatro meses decidiu integrar o quadro de bombeiros voluntários de Ibirama. “Sempre quis ajudar as pessoas e esse trabalho em equipe aqui na Brandili fez com que eu fosse atrás de novos desafios”, explica.

Mais do que dar a oportunidade de ser voluntário, a empresa transmite o verdadeiro sentido dessas ações com a ajuda de lideranças como Rafael Lacerda do Nascimento. Ele é técnico de segurança do trabalho e está na Brandili há cerca de três anos, sendo que há um, ele está à frente da EAE, onde aplica a sua experiência de seis anos no Corpo de Bombeiros Voluntários de Ascurra. “Sempre buscamos desempenhar o melhor trabalho e todo mês nossa equipe faz um treinamento de reciclagem. Após as ocorrências fazemos uma análise criteriosa sobre a nossa performance. Mas sempre busco fazer com que todos percebam a importância desse trabalho e como podemos fazer a diferença ajudando quem precisa, seja dentro ou fora da empresa”, analisa.      

Um dos melhores do estado

As Equipes de Atendimento e Emergências da Brandili são compostas por aproximadamente 30 colaboradores voluntários, que passam por formação e capacitação para atuar no atendimento pré-hospitalar básico e na prevenção e combate a incêndios. A média é de 12 atendimentos mensais. “Com capacitações e atualizações, atuamos de forma rápida e eficaz, preservando a integridade de pessoas e instalações, bem como minimizando impactos ao meio ambiente e à sociedade”, analisa o gerente de Sustentabilidade da Brandili, Leonir Felipe Soliman Filho.

O campo de treinamento próprio da Brandili, utilizado para capacitação de prevenção e combate a incêndios, é considerado um dos melhores do estado de Santa Catarina entre as organizações privadas. Nos últimos seis anos, a empresa investiu alto na rede de hidrantes, extintores, detecção e alarme. Atualmente, a matriz em Apiúna dispõe de uma reserva de 900 mil litros de água para combate a incêndio através de mais de 70 hidrantes e uma rede pressurizada de aproximadamente três quilômetros, mais de 250 extintores e 130 mangueiras de incêndio, alarme com mais de 110 detectores de fumaça e mais de 70 botoeiras de emergência distribuídas em todas as áreas. O investimento representa a preocupação com a integridade e bem-estar dos colaboradores da empresa.



Compartilhe:

<< Voltar