Inflação já dá sinal claro de desaceleração em junho

Veículo: Valor Economico 

Seção: Brasil 

Depois de um início de ano de choques e incertezas, a inflação começa a dar sinais mais claros de desaceleração. Na primeira quinzena de junho, a moderação da alta dos alimentos e a dissipação de reajustes de administrados contribuíram para que o IPCA­15 registrasse a menor variação do ano, 0,4%. Graças à surpresa positiva, a prévia da inflação oficial variou abaixo dos 9% no acumulado em 12 meses pela primeira vez desde junho do ano passado, chegando a 8,98%. 

Para economistas, o recuo expressivo do índice de difusão, de 66% em maio para 59% em junho, e a dinâmica mais benéfica dos serviços reiterados pelos números do IBGE estão entre os principais indicativos de que a inflação tende a ceder em 2016. O milho, importante item na formação de preços por ser matéria­prima para rações, vai ajudar a reduzir a inflação nas próximas semanas. Com a recéminiciada colheita da safrinha em Mato Grosso, os preços do grão já caíram 1,5% na semana passada.