Venda de roupa de inverno cresce até 300%

Veículo: Valor

Seção: Economia

A temperatura abaixo de 5°C em São Paulo encheu as lojas da francesa Decathlon e as vendas estão 300% acima do volume do ano passado. O presidente da empresa, Cedric Burel, diz que a varejista teve de mudar o abastecimento das lojas, que passou a ter entrega diária de um a dois caminhões para cada loja.

Outras varejistas se beneficiam do outono gelado. Na Netshoes, as vendas de vestuário de inverno estão 50% acima das de 2015 e na Lupo, 16%. As redes de eletrodomésticos faturam mais. No Extra, a procura por aquecedores cresceu 350% em relação ao ano passado. Via Varejo e Walmart têm relatos semelhantes.

Ontem, o IBGE informou que as vendas do varejo restrito (sem veículos) cresceram 0,5% em abril. Depois de 40 meses de quedas, o índice de confiança do consumidor voltou a subir.