Inflação de maio acende luz de alerta

Veículo: Valor Economico

Seção: Notícias 

Mesmo que provocado em grande parte por questões pontuais, o aumento de 0,78% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em maio ­ o maior para o mês desde 2008 ­ lançou dúvidas sobre o processo de redução da inflação em curso na economia. Divulgado ontem pelo IBGE, o resultado colocou viés de alta em projeções para o ano. 

As correções de preços que afetaram a inflação no mês passado, ao contrário de choques de alimentos, não são compensadas por baixas sazonais posteriormente e, por isso, elevam também o nível anual, que pode ficar acima de 7%. A maior influência veio da taxa de água e esgoto em São Paulo, que aumentou 10,37%. O fim dos descontos da Sabesp aos consumidores que economizam água explica a elevação, que ocorreu em outras três capitais.