Maior produtor de algodão, MT discute ampliação da indústria têxtil

Veículo: Cenário MT

Seção: Cenário Agrícola

Representantes da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (ABIT), liderado pelo presidente Rafael Cervone Netto, se reuniram com o governador Pedro Taques na quinta-feira (01.10) para discutir investimentos no estado. Mato Grosso é líder nacional da produção de algodão, com mais da metade da produção do país, o que cria um cenário positivo para o mercado interno e de exportação. Também participaram do encontro o vice-governador Carlos Fávaro e o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo. 

Entre os principais pontos discutidos estão as condições tributárias, ambientais, energéticas e mão de obra do estado. Rafael Cervone destacou que Mato Grosso tem um ambiente positivo para investimento devido ao forte crescimento econômico e à qualidade e quantidade do algodão produzido aqui. "Mato Grosso está crescendo acima da média do Brasil, aqui as coisas acontecem. O algodão do Estado, além da qualidade excepcional, depende da chuva e não da irrigação. Essa questão ambiental também é essencial". 

O presidente da ABIT declarou ainda a possibilidade de trazer ao estado um laboratório tecnológico de alto nível que possibilitaria a aplicação do algodão em outros setores, como no mercado automobilístico, arquitetura têxtil e médico-hospitalar. "Todo mundo fala só das roupas, mas esquece que dentro de um carro tem mais de 40 kg de têxtil e o algodão ocupa uma parte importante nessa parte." 

No encontro, Carlos Fávaro lembrou que o governador Pedro Taques, desde o começo desta gestão, vem ressaltando a necessidade de agregar valor ao algodão e às potencialidades do estado. O vice-governador reafirmou que serão confeccionadas 800 mil camisetas para alunos da rede estadual e que a vinda da indústria leve é imediata. Já a da indústria pesada deverá acontecer dentro de um ou dois anos, tempo para o estado ter um ambiente necessário para receber essas grandes empresas.