Economistas esperam queda maior do PIB e inflação de 9,29% em 2015

Veículo: Folha de S. Paulo

Seção: Mercado

Economistas consultados pelo Banco Central ampliaram a expectativa de queda do PIB para 2,44% em 2015. Na semana passada, esperava-se queda de 2,26%.

Para 2016, a previsão é de que o PIB encolha 0,50%. Há uma semana, esperava-se redução de 0,40%.

As estimativas fazem parte da pesquisa Focus, realizada semanalmente pelo BC com economistas e instituições financeiras.

A inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) deve terminar o ano em 9,29%, segundo as novas previsões. Há uma semana, esperava-se que fechasse em 9,28%. Para 2016, a expectativa foi ampliada para 5,58% ante 5,51% na semana anterior.

A previsão também é de uma desvalorização maior do câmbio, que deve ir a R$ 3,60 no fechamento de 2015. Ela se segue a uma semana de altas da moeda, que fechou em R$ 3,859, o maior valor desde outubro de 2012.

Na pesquisa anterior, esperava-se que o real fechasse em R$ 3,50. Para 2016, espera-se que a moeda feche em R$ 3,70, também um aumento frente a expectativa da semana anterior, de que fecharia em R$ 3,60.

A meta da taxa de juros Selic para fim de período foi mantida em 14,25% em 2015. Para 2016, a taxa também foi mantida, em 12%.