Notícias

Bloco K é tema de palestra para associados ao Sintex

 

Nesta terça-feira (25), os associados ao Sintex e à Intersindical Patronal puderam esclarecer dúvidas sobre os impactos da nova obrigatoriedade do SPED Fiscal (Bloco K) na produção da indústria.  A palestra foi ministrada por Valmir Hammes, especialista em legislação da Senior, empresa que é referência em desenvolvimento de softwares para gestão.

O Bloco K é uma obrigatoriedade do SPED Fiscal, que vai exigir que indústrias, empresas similares e atacadistas reportem suas movimentações internas de produtos mensalmente à Receita Federal através da entrega da EFD (Escrituração Fiscal Digital) a partir de 1º de janeiro de 2016. É mais um bloco de informações com os dados das fichas técnicas dos produtos, das perdas ocorridas, das ordens de produção, dos insumos consumidos e da quantidade produzida que precisará ser entregue em arquivo digital, como já é feito com as demais obrigações fiscais. Com isso, o Fisco conhecerá o processo produtivo e a movimentação de cada item de estoque, o que vai possibilitar o cruzamento quantitativo dos saldos apurados eletronicamente pelo SPED com os informados pelas indústrias, através do inventário.

Com este controle, a Receita visa erradicar as práticas de nota fiscal espelhada, calçada, dublada, subfaturada ou meia-nota, além da manipulação das quantidades de estoques por ocasião do inventário físico.

Informações

Em seu site, a Senior disponibiliza uma área de perguntas e respostas para auxiliar no entendimento dos novos conceitos que passam a fazer parte do dia a dia da equipe de controladoria. A empresa disponibiliza, ainda, uma oferta para análise de impacto que identifica possíveis inconsistências na manufatura das empresas que devem ser tratadas para a validação do Bloco K. Recém-lançado, o “robô”, como é chamado, traz segurança e tranquilidade às indústrias permitindo o ajuste de processos sem perda de produtividade.

Para mais informações, acesse a apresentação.



Compartilhe:

<< Voltar