Continuum: o futuro da moda na Impressão 3D

Veículo: Stylo Urbano
Seção: Estilo

Continuum é empresa de vestuário sediada em São Francisco, que está produzindo o que chama de futuro da moda na era digital, permitindo que as pessoas possam projetar seu próprio vestuário online e fabricar roupas personalizadas para elas usando impressoras digitais e impressoras 3D. Até recentemente, a impressão 3D era limitada às grandes empresas. Mas o custo da tecnologia despencou nos últimos anos, colocando-a ao alcance de empresas iniciantes e dando oportunidades para que surjam mini-fabricantes como a Continuumpara criar produtos por conta própria, em vez de terceirizar para uma fábrica.

Uma mistura de laboratório de design e grife, a empresa tem como objetivo oferecer a experimentação da passarela para qualquer pessoa com uma conexão à Internet. “É bobagem dizer que ser capaz de criar algo é limitado aos profissionais“, disse a fundadora Mary Huang. “Esta é uma geração de pessoas que personalizam avatares, onde todos tem acesso a criatividade.” O site da Continuum dá ao comprador a capacidade de manipular as estampas nas roupas online, adaptando os modelos virtuais para as medidas do corpo da cliente e comprá-los para receber em casa. Huang e sua parceira, Jenna Fizel, receberam mais de US $ 10.000 em doações pelo Kickstarter para poder dar início a empresa, imprimir digitalmente os tecidos e costurar as peças encomendadas no site pelos clientes. Outra ideia muito interessante de customização de roupas é a da empresa Knyttan onde os clientes podem criar malhas personalizadas através de um programa que modifica a estampa que vai ser tricotada.

A Continuum cria itens “verdadeiramente únicos” que incluem vestidos estampado em impressora digital e sapatos e biquíni impressos 3D. O plástico usado para fazer o biquíni em impressão 3D é o nylon, e Huang salienta que isso não está realmente tão longe, quimicamente, dos tecidos sintéticos. A impressão 3D não é nova pois foi inventada nos anos 80 mas a sua influência no mundo da moda é. Por exemplo, quando uma confecção investe na fabricação de um vestido, ela tem de estar confiante de vender centenas de peças para cobrir o custo de produção e ter algum lucro. Mas agora, tanto a impressão digital como a impressão 3D mudam completamente isso pois a tecnologia reduz os custos de produção a zero até que um cliente encomende uma peça de vestuário. Como resultado, os estilistas podem agora se dar ao luxo de experimentar em pequenas quantidades e vender roupas em edições limitadas que segue a tendência sustentável e econômica do Slow Fashion. O que a Continuum faz é perfeitamente adaptável para estilistas que querem fugir do Fast Fashion e investir numa produção personalizada sobe medida, sustentável, sem desperdício de matéria prima e criativa.

Grandes marcas de moda como Nike já estão experimentando com a impressão 3D e personalização. Durante anos, a empresa de calçados permitiu que aos compradores personalizar a cor e o design de seus calçados da linha Nike ID. E no início deste mês, a empresa revelou a primeira chuteira de futebol do mundo de impressão 3D. As roupas impressas 3D ainda estão á anos de ser algo comercial tanto pela tecnologia atual como os preços não serem acessíveis. A parte superior de biquíni no site do Continuum custa entre US $ 350, e os sapatos custam em torno de US $ 265 por par. Fora isso alguns problemas de durabilidade do material tem que ser superados como é o caso dos anéis de plástico entrelaçadas do biquíni branco que amarelam ao longo do tempo quando expostos à luz solar direta. Mas como diz no site, esse biquíni é mais uma peça para ser colecionada do que usada continuamente.

Mas como os avanços tecnológicos de impressão 3D, os preços continuam a cair, e os usuários através da Internet poderão em breve começar a desenhar seu guarda-roupa em um desktop. A Continuum expandiu seus arquivos de design de vestuário para que as clientes possam fazer o download para o seu computador, sem nenhum custo, e imprimir em casa elas próprias. A julgar pelo boom de vendas de impressoras 3D que cresceu mais de 35.000% entre 2006 e 2011, um cenário como esse poderia tornar-se cada vez mais comum. “Existem centenas de casos na história recente, quando a tecnologia muda a forma como as coisas são feitas“, disse Huang. “Este é o momento de fazer isso com a moda também.” Outra estilista que ficou conhecida internacionalmente justamente por investir na impressão 3D de suas coleções foi Iris Van Herpen que faz um trabalho magnífico de pesquisa têxtil e de novas tecnologias na moda.

PROCESSO DE PROJETO

Usando técnicas combinadas de arquitetura, animação e design industrial. Primeiro, a Continuum cria um modelo 3D de uma peça de vestuário. O modelo 3D, em seguida, passa pelo sistema de dimensionamento paramétrico, o que gera tamanhos sob encomenda com um conjunto de medidas. Assim, um código gera os dados para mapear imagens em toda a peça em 3D. Esta é a qualidade das impressões CONSTRVCT, onde uma imagem pode ser combinada perfeitamente sobre a modelagem de várias peças disponíveis online, para a cliente escolher qual lhe agrada mais para depois ser estampada digitalmente sobre tecido.

Esta é uma característica de design que só pode ser feito através do processo computacional CONSTRVCT. O tecido impresso digitalmente permite produzir um produto físico que corresponda com extrema precisão á pré-visualização do modelo de roupa online. O programa permite a visualização de uma grande variedade de modelos antes mesmo de montar uma peça, e os resultados são fantásticos. Ele também transforma qualquer projeto em um kit pronto pois basta cortar as linhas e costurar. A Impressão digital têxtil também é sustentável e ecológica, pois quase todo o corante será impresso diretamente sobre o tecido e portanto, não será descartado nas águas residuais. Veja outros posts sobre estamparia digital aqui e aqui.

Mary Huang também desenvolveu uma linha de sapatos com Impressão 3D. Os sapatos impressos podem tornar realidade os projetos de design mais fantásticos pois os calçados de impressão 3D tem vantagens claras de fabricação. A fabricação de calçados envolve muitas etapas de moldagem, que são fáceis de eliminar com impressão 3D e quanto mais avança essa tecnologia, mais recursos os designers terão a sua disposição. Atualmente qualquer designer pode ter sua fábrica caseira de acessórios usando somente as impressoras 3D. Mary Huang queria criar sapatos que as pessoas poderiam comprar a um preço razoável. Outra empresa que lançou uma linha exclusiva de sapatos feita em impressão 3D foi a moderníssima United Nude.

Os primeiros projetos que ela imprimiu custavam centenas de dólares apenas para a impressão … que tornava os sapatos mais como objetos de arte. Com as novas impressoras, uma sandália Laurel está disponível hoje por US $ 250,mas ainda está muito cara e com o contínuo desenvolvimento de novas impressoras 3D o tempo de fabricação, qualidade e custo vão cair bastante como é o caso da mais nova tecnologia de impressão chamada “continuous liquid interface production technology” da empresa Carbon3D que usa resina líquida levando em minutos o que antes levava horas para ser impresso.