Exclusivo: Dudalina vende controle para Advent e Warburg Pincus

Veículo: Isto É Dinheiro

Seção: Negócios

Fonte: Rosenildo Gomes Ferreiro

 

Grupo Advent e Warburg Pincus assumem direta e indiretamente 72,2% da empresa catarinense, em negócio estimado em R$ 600 milhões

 

Dois dos maiores fundos de investimentos dos Estados Unidos, a Advent e a Warburg Pincus, assumiram o controle da Dudalina, fabricante catarinense de camisas, com 93 lojas no País e duas no Exterior.
 
Pelo acordo, os dois fundos de investimentos americanos ficarão com 72,27% da Dudalina. Sônia Hess deterá outros 6,31% e os minoritários remanescentes permanecerão com 21,42%. Sônia Hess ficará à frente da operação.
 
Os valores da negociação ainda são mantidos em sigilo, mas a DINHEIRO apurou que a operação envolverá R$ 600 milhões. A Dudalina, empresa de gestão familiar com sede em Blumenau, registrou receita de R$ 349,5 milhões no ano passado, um crescimento de 49% na comparação com o ano anterior.
 
A companhia foi escolhida a A EMPRESA DO ANO da edição AS MELHORES DO MIDDLE MARKET da DINHEIRO, que circula neste fim de semana.
 
A venda da Dudalina já recebeu sinal verde do Conselho Administrativo de Defesa Econômica, que protocolou pedido de consulta por parte da empresa na terça-feira 10. 
 
"A empresa conseguiu mudar seu DNA, migrando da área fábril para o varejo e soube ao longo dos anos montar um padrão de governança digno de uma grande empresa", afirma Douglas Carvalho Jr., sócio diretor da Target Advisor, butique paulista de fusões e aquisições, especializada em moda.
 
A Dudalina está em processo de internacionalização da sua marca. A companhia mantém uma loja na Cidade do Panamá, conhecida como a “Dubai Latina” e em Milão, no chamado quadrilátero della moda, ao lado de marcas consagradas como Chanel, Armani, Hermès e Dolce & Gabbana.
 
Segundo Sônia Hess, em entrevista à DINHEIRO, os próximos destinos serão Zurique, na Suíça, e Sydney, na Austrália. “Temos negociações em andamento em várias partes do mundo”, disse Sônia, antes do anúncio da venda do controle. “Queremos estar em todos os grandes mercados, dentro de uma estratégia consciente de expansão. Afinal, o entusiasmo exagerado é um convite para o fracasso.”
 
A venda da Dudalina já era prevista por especialistas do mercado das grifes. Segundo o consultor da MSF, Carlos Ferreirinha, a Dudalina despertou o interesse de investidores nos últimos anos pelo rápido crescimento da marca. “A Dudalina é hoje a joia da coroa do mercado das marcas nacionais, com o maior potencial de ser assediada por concorrentes”, afirma Ferreirinha. “Seria injusto compará-la com uma Armani, mas ela possui uma excelente operação e uma excelente marca.”