Panorama do comércio bilateral entre Brasil e Argentina

Em janeiro de 2013, o fluxo comercial bilateral apresentou queda de 3,8% em relação ao mesmo mês de 2012, com redução de 5,5% das exportações argentinas ao Brasil (que atingiram o valor de US$ 1,27 bilhões) e diminuição de 2,3% das importações argentinas originárias do Brasil (atingindo o valor de US$ 1,39 bilhões). Após três meses contínuos de déficit na balança comercial bilateral, o Brasil obteve, em janeiro, um superávit de US$ 124 milhões (aumento de 49% em relação a janeiro de 2012, quando o país logrou um superávit de aproximadamente US$ 83 milhões).

O déficit bilateral argentino em 2012 foi de aproximadamente US$ 1,55 bilhão (redução de 73,2% em relação a 2011). No mesmo período, as exportações argentinas ao Brasil totalizaram US$ 16,4 bilhões (contração de 2,7% em relação a 2011), enquanto as exportações brasileiras à Argentina alcançaram o montante de aproximadamente US$ 18 bilhões (queda de 20,7% em relação a 2011).

Em dezembro de 2012, segundo o INDEC, as exportações para a Argentina dos setores de bens de capital, bens intermediários e bens de consumo brasileiros sofreram variação, respectivamente, -11%, -19% e -20%, em relação a 2011. Em 2012, esses setores lograram diminuição de, respectivamente, -26%, -16% e -17% nas exportações para a Argentina.

FONTE: FIESP