Commodities Agrícolas 29/01/2013

Veículo: Valor Econômico
Seção: Empresas

Impulso chinês O algodão ganhou impulso ontem com a ausência de interesse das têxteis chinesas nos leilões da fibra feitos pelo governo local. Assim, os papéis para maio encerraram com um ganho de 53 pontos em Nova York, a 81,01 centavos de dólar por libra-peso. Na semana encerrada em 25 de janeiro, o governo chinês comercializou apenas 29% do algodão que ofereceu de suas reservas para venda no mercado doméstico, ante os 55% da semana anterior. Em nota reproduzida pela Dow Jones Newswires, o Morgan Stanley disse que a baixa procura pela commodity estocada pelos chineses aumenta a demanda pelo produto importado e eleva as cotações. No oeste da Bahia, a arroba da pluma foi negociada a R$ 57,37, de acordo com a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba).