Cremer triplica o lucro líquido no terceiro trimestre do ano

Veículo: Valor Econômico
Seção: Empresas

SÃO PAULO - A Cremer, empresa que fornece produtos na área de saúde e higiene, registrou um lucro líquido mais que três vezes maior no terceiro trimestre, frente ao mesmo período de 2011. O resultado foi de R$ 13,9 milhões entre julho e setembro, sendo influenciado principalmente por receitas financeiras da renegociação de dívidas da Embramed, adquirida pelo grupo em maio.

Nos três meses, a receita com vendas aumentou 13,1%, para R$ 136,3 milhões. O faturamento avançou mais no segmento de consumo — antigo “varejo” — com a maior procura por produtos de origem têxtil e adesivos.

Enquanto a divisão de consumo conquistou R$ 30,9 milhões em receitas, uma expansão de 31,6% na mesma comparação, a Cremer faturou 6,3% a mais com o segmento hospitalar, ou R$ 78,4 milhões. Auxiliado pela Embramed, o negócio continua sendo o maior responsável pelas vendas da companhia.

Como os custos avançaram em um ritmo semelhante à receita líquida, registrando alta de 11,9% para R$ 90,1 milhões, o resultado bruto foi melhor no terceiro trimestre. O indicador foi de R$ 40 milhões no mesmo período do ano passado para R$ 46,2 milhões em 2012.

As despesas operacionais, por sua vez, tiveram um aumento de 20,3%, a maior parte dele causado pelos gastos em vendas. Com isso, o lucro operacional cresceu 5,9%, chegando a R$ 13,6 milhões. No entanto, um resultado financeiro melhor fez o lucro total da Cremer saltar em um ano.

A empresa alcançou, com a renegociação das dívidas da adquirida Embramed, ganhos de aproximadamente R$ 6 milhões, informa o comentário da administração. Com isso, o balanço de receitas do segmento, excluindo as despesas, foi de R$ 6,5 milhões negativos para R$ 1,4 milhão no azul.