Blumenau é líder na geração de emprego

Veículo: Jornal de Santa Catarina
Seção: Economia
Página:

A publicação dos números do 1º trimestre do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, revelou uma grata surpresa para Blumenau. Entre os 5.561 municípios brasileiros, Blumenau lidera o ranking catarinense na geração de emprego, uma posição à frente de Joinville, e ocupa o 13º lugar nacional. Os setores que mais abriram vagas foram indústria de transformação (têxtil, metalmecânico, vestuário etc), administração pública e serviços (ensino, transporte, alimentação etc).

Para o professor de Economia da Furb, Nazareno Schmoeller é natural o número de contratações aumentar no primeiro semestre. Segundo ele, tem sido assim desde 2010. Porém, o que mais se destaca é que as vagas de empregos estão espalhadas por diversos setores da economia, o que não ocorria em anos anteriores. O professor também diz que a cidade vem seguindo o ritmo de expansão do país:

– Blumenau é uma cidade polo, que já tem suporte para aguentar o crescimento e isso gera dinamismo, o que é bom também para as cidades vizinhas. Se houvesse mais desenvolvimento de infraestrutura, por exemplo a duplicação da BR-470, este suporte seria ainda melhor.

Schmoeller diz ainda que o município conseguiu expandir as vagas de trabalho que exigem mais qualificação, tirando o foco da mão de obra mais barata. Isto resultou no aumento dos salários acima da inflação. Porém, a presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) e gerente de RH da HBSIS Soluções em Tecnologia da Informação, Carmen Cristina Ittner, lembra que há escassez de profissionais qualificados no mercado, em especial no setor de serviços, e esta demanda só tende a aumentar.

– O que as empresas devem ter em mente é sempre criar boas condições de trabalho, não só para atrair o profissional, mas também para mantê-lo. E só reforçando: hoje não falta somente profissionais, mas pessoas que queiram se especializar, principalmente na casa dos 30 anos – ressalta Carmen.

Sintex menciona a diversificação da economia blumenauense

A diversificação da economia blumenauense, com espaço para os setores se desenvolverem, é o principal ponto citado pelo presidente do Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem e do Vestuário de Blumenau (Sintex), Ulrich Kuhn. Ele diz que se surpreendeu com os números da indústria de transformação, pois está sempre vulnerável, mas consegue se manter neste início de ano.

– Os números são positivos e isto é animador. Até em âmbito nacional está indo bem, apesar de todas as discussões em relação ao ICMS, importação e exportação – destaca Kuhn.