Commodities Agrícolas

Veículo: Valor Econômico
Seção: Empresas
Página:

Preços atrativos Os contratos futuros de algodão negociados na bolsa de Nova York subiram ontem com a especulação de que a demanda pela commodity vai reagir, após os preços terem recuado ao menor nível em seis meses. Os papéis para julho fecharam em alta de 91 pontos, a 89,30 centavos de dólar por libra-peso. O analista independente Mike Stevens disse à Bloomberg que a queda da semana passada tornou os preços da fibra muito atrativos para as indústrias. A Índia, a segunda maior produtora mundial, planeja instituir uma reserva para a indústria têxtil nacional. "A indicação de que a Índia está prestes a acumular algodão para suas fábricas também foi favorável ao mercado", acrescentou. No mercado interno, o indicador Cepea/Esalq recuou 0,12%, a R$ 1,5990 a libra-peso.