Produtores de têxteis fazem feira para esquecer 2011

Veículo: Folha de S. Paulo
Seção: Negócios
Página:

Começa hoje na Vila Germânica, em Blumenau (SC), a segunda edição da "Texfair Home", a principal feira de produtos têxteis para cama, mesa e banho e acessórios de decoração.

Em 2011, a Texfair do Brasil, referência na indústria há mais de uma década, foi desmembrada com a intenção de especializar-se nos segmentos de casa e moda. A "Texfair Home" vai até sexta-feira, e a "Texfair Fashion" acontecerá entre 17 e 20 de abril, também na Vila Germânica, onde se reunirão as principais indústrias de confecções e vestuários do país.

Promovida pelo Sintex (Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem e do Vestuário de Blumenau), a "Texfair Home" conta com 320 marcas e 105 expositores. Eles apresentam os lançamentos que estarão nas lojas nos próximos dois meses. Líderes de venda, Altenburg, Buettner, Lepper, Artex, Santista, Parahyba e Teka, além de fabricantes de cortinas, tapetes, travesseiros, almofadas e artigos para decoração, mostram novidades como as estampas digitalizadas e a combinação de fibras dos produtos para as classes A, B e C.

Ulrich Kuhn, 68, presidente da entidade, diz que o setor quer esquecer o ano passado, quando sofreu com as altas do algodão. A matéria-prima chegou a triplicar de preço. "O mercado reagiu com uma queda de consumo de 18%", revela. Segundo Kuhn, atualmente a cotação do algodão é considerada estável. "Ao comparar os preços dos artigos de cama, mesa e banho com os do mesmo período do ano passado, existe uma queda entre 5% e 10%."

SOFISTICAÇÃO

A Karsten apresenta desde linhas mais sofisticadas até produtos populares. Segundo Sandra Sernaglia, gerente de marketing, a coleção de toalhas de banho traz peças de R$ 24,90 a R$ 89. "Nosso foco não é apenas as classes A e B", afirma. "Queremos vestir a casa de todos os brasileiros."

A empresa criou uma cama recheada de camadas que se sobressai na decoração dos quartos. "Ela será vestida com lençol, fronhas, colcha, edredom e manta, que misturam florais e geométricos considerando os mesmos tons de cor ou com estampas estilizadas de diferentes tamanhos", descreve Sandra.

Já a Altenburg preferiu levar o aconchego da malha. As estampas privilegiam frescor com tons como verde água, lavanda, azul e rosa, que estão em lençóis, edredons e colchas. O "patchwork" da década de 70 aparece como opção para um quarto masculino. Já para o ambiente feminino, as maxiorquídeas e listras dão o tom.

Divulgação
"[Veja uma galeria com lançamentos da "Texfair Home]":http://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/6815-em-breve-nas-lojas