Haiti quer investimentos da indústria têxtil brasileira

Veículo: Valor Econômico
Seção: Brasil
Página:

A presidente Dilma Rousseff começou o último dia de sua viagem a Cuba e ao Haiti conversando com o cantor popular Michel Martelly, o novo presidente haitiano, e terminou na companhia do ator hollywoodiano Sean Penn, que presta ajuda humanitária e após o terremoto de 2010 decidiu morar neste país caribenho de 9 milhões de pessoas, um dos mais pobres do planeta. Dilma acertou com Martelly a organização de um fórum de empresas brasileiras para investir no Haiti. O presidente haitiano pediu que a Confederação Nacional da Indústria (CNI) participe desse esforço e leve para o Haiti também a indústria têxtil.

Antes do encontro com Sean Penn, a presidente visitou o contingente brasileiro da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah). Na conferência de imprensa depois da reunião com Martelly, a presidente reafirmou o compromisso brasileiro "com a continuação das forças de paz" e com o processo de desenvolvimento do Haiti. À tarde, no quartel brasileiro, Martelly repetiu que os brasileiros são bons amigos - expressão com que a população costuma saudar os soldados -, mas disse esperar "no futuro, falar com as tropas haitianas que estarão neste mesmo lugar".

Não há previsão para a retirada das tropas da ONU do Haiti. As Nações Unidas autorizaram uma redução de 2.150 homens, dos quais 288 brasileiros. A ideia é reduzi r o contingente ao nível de antes do terremoto que devastou a cidade de Porto Príncipe, em janeiro de 2010, algo em torno de 6 mil homens. Mas isso só ocorrerá depois que a Minustah organizar uma nova Policia Nacional. Dilma ofereceu treinar os oficiais haitianos.

Dilma afirmou que o compromisso do Brasil é com o "desenvolvimento a longo prazo do Haiti, de forma permanente e sustentável." Segundo informou, "na infraestrutura estamos empenhados da usina que fornecerá energia a milhares de haitianos, com benefícios sociais, econômicos e ambientais". Os brasileiros também participam da construção de uma das principais estradas do país.