"BC errou novamente"

Veículo: O Globo
Seção:
Página:

Alexandre Schwartsman, ex-diretor de Assuntos Internacionais do BC e ex-economista-chefe do Santander, diz que o Comitê de Política Monetária (Copom) errou ao cortar novamente a Taxa Selic. Ele faz parte do grupo de economistas que mantém a avaliação de que o BC já havia errado no corte passado, alegando uma piora na situação econômica global, que acabou ocorrendo, mas em escala menor do que em 2008.


— Continuo achando que o BC estava errado e errou novamente. É aquela história, os generais sempre lutam a última guerra. Mas agora não é 2008, não há um cenário de colapso global.

Schwartsman sustenta suas afirmações nos próprios dados do BC. Ele lembra que o último relatório de inflação do banco indicava que, se os juros fossem mantidos em 12% ao ano e o câmbio ficasse estável, a inflação de 2012 ficaria em 4,7%, próximo do centro da meta, de IPCA de 4,5%. Mas com corte de 0,50 ponto percentual na Selic e com câmbio estável, o IPCA rondaria 5% no próximo ano.

— Imagina a previsão agora. Acredito que mais cortes virão, mais dois de meio ponto. E o dólar também subiu. A previsão de inflação do mercado para 2012, que está em 5,6%, logo vai subir para 5,8% e 5,9%. O governo abandonou a meta em 2010 e 2011, por que não abandonaria de novo em 2012? — questiona. (Henrique Gomes Batista)