Desemprego no Reino Unido é o maior em 17 anos

Veículo: O Globo
Seção:
Página:

LONDRES. O desemprego no Reino Unido atingiu o maior nível em 17 anos. Desde 1994 não havia 2,57 milhões de pessoas desempregadas, com a taxa de desocupação alcançando 8,1%, a maior desde 1996. As demissões no setor público não estão conseguindo ser compensadas pelas empresas privadas, aumentando a pressão para que o governo dê mais incentivos à economia.

Cortes profundos nos gastos do Estado britânico eliminarão mais de 300 mil vagas no setor público nos próximos anos. A economia britânica beira novamente a recessão, com os consumidores apertando os cintos e os mercados para exportação desacelerando, especialmente na Europa.

— O que nós estamos vendo, eu temo, é o impacto da crise financeira internacional, dos problemas na zona do euro sobre a economia deste país — disse o ministro de Emprego, Chris Grayling.

Entre os jovens, desocupação chegou a 21,3%

O impacto maior do desemprego foi entre os mais jovens. A número de jovens desocupados subiu a 991 mil, maior nível desde que os registros começaram, em 1992, elevando para 21,3% a taxa de desemprego dos britânicos que estão na faixa entre 16 e 24 anos de idade.

Os pedidos para que os planos de rigor fiscal sejam aliviados aumentaram, com temores crescentes de que haja uma “geração perdida” de jovens sem esperança de emprego.

A agência de estatísticas oficial ONS disse ontem que o número de pessoas sem trabalho aumentou em 114 mil em apenas três meses até agosto.