John Deere vai aplicar US$ 180 milhões em duas fábricas no Brasil

Veículo: DCI
Seção:
Página:

A John Deere anunciou ontem que vai investir US$ 180 milhões na construção de duas fábricas no Brasil, a partir de 2012. As unidades devem ser instaladas no interior paulista para produzir equipamentos para construção civil, como escavadeiras e pás carregadoras. A empresa espera, com isso, atender a demanda atrelada aos dois megaeventos esportivos que o País sediará em 2014 e 2016.

Segundo o CEO da companhia americana, Samuel Allen, uma das unidades será de propriedade exclusiva da John Deere e vai produzir escavadeiras e pás carregadoras. Já a outra será fruto de parceria com a Hitachi Construction Machinery, para a fabricação de escavadeiras. "Esse é um passo muito importante para nós. Tanto por conta da globalização dessa área de construção, mas acima de tudo para estabelecer uma presença no Brasil, para participarmos do segmento que cresce rápido."

A Deere, que entrará com US$ 124 milhões do total previsto para as obras, pretende finalizar a construção das duas fábricas, levantadas em Indaiatuba (SP), até o final de 2013. Entretanto com o intuito de se estabelecer até lá, a companhia afirmou que importará as linhas que pretende comercializar no País, já no ano que vem, segundo o presidente da John Deere Brasil, Aaron Wetzel.

Emilio Sabetta, diretor de Marketing e Vendas da divisão de construção da Deere, contou que o crescimento do setor de construção civil no Brasil foi uma das razões que levaram a companhia a investir. "A necessidade de investimentos em infraestrutura no Brasil, e a proximidade da Copa do Mundo e da Olimpíada elevarão muito a busca por equipamentos."

Ao todo o Brasil produzirá cerca de nove produtos inicialmente, cinco modelos de pás carregadoras, dois modelos de retroescavadeiras, e duas escavadeiras hidráulicas. Indagado sobre o índice de nacionalização dos produtos, Sabetta afirmou que a parcela nacional será suficiente para garantir aos interessados os financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). "Vamos colocar 60% em peso e valor de conteúdo nacional nos produtos fabricados aqui em 2013, para que nossos clientes tenham acesso aos financiamentos do BNDES."

A Deere que produz no Brasil equipamentos e maquinários agrícolas, com quatro fábricas no país, espera usar essa estrutura de fornecimento para as novas unidades. "Temos um número grande de fornecedores de equipamentos agrícolas, que nos permitirá criar uma rede para construção também", lembrou Sabetta.