Diretoria da Hering vende R$ 5 milhões em ações

Veículo: Valor Econômico
Seção: Finanças e Investimentos
Página:

A diretoria da companhia de varejo têxtil Hering já vendeu mais de R$ 5 milhões em ações da empresa neste ano, especialmente a partir de maio. Somente em agosto, os executivos venderam 84,6 mil papéis, num total de R$ 2,7 milhões.

O diretor de relações com investidores da companhia, Frederico Oldani, explicou que em todos os meses de maio, desde 2008, os executivos podem exercer o plano de opções a que têm direito. Além disso, nesse mesmo mês, uma parte do pacote - 25% - fica disponível para ser vendida no mercado.

Em 2010, a atividade de venda de ações pela diretoria também se intensificou entre maio e agosto. Contudo, neste ano, o volume financeiro foi 42% maior. Em agosto do ano passado, as vendas totalizaram R$ 1,9 milhão.

Todas as informações são públicas e constam do formulário enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) mensalmente, para atender à Instrução nº 358 da autarquia.

Oldani explicou que o movimento no mês passado foi apenas equivalente a 15% do estoque detido pelos executivos. Segundo o diretor, os beneficiados pelo plano de opções já têm três anos acumulados para vender na bolsa. "A tendência é que os volumes negociados aumentem, por conta disso", explicou Oldani.

No total, são sete executivos que têm direito ao plano de opções de ações. Em maio deste ano, por exemplo, além das vendas, os executivos exerceram R$ 1,6 milhão dos planos de opções, num total de 338,4 mil ações.

Os papéis referem-se aos planos de 2008, 2009 e 2010 - e foram concedidos por R$ 3,79, R$ 2,69 e R$ 13,06, respectivamente. Os preços, de acordo com Oldani, não sofrem nenhum desconto e representam a média de mercado do mês anterior à concessão (abril de 2008, 2009 e 2010). De maio até agosto, as vendas foram feitas por preços de mercado, portanto, entre R$ 29,80 e R$ 36,15.

Os profissionais foram beneficiados pela forte valorização da companhia desde que decidiu remodelar a estratégia de negócios e migrar para o Novo Mercado. O valor de mercado da empresa passou de cerca de R$ 450 milhões, ao fim de 2008, para os atuais R$ 5,6 bilhões - não muito distante do máximo histórico da empresa, em torno de R$ 6 bilhões.

Cerca de um ano antes de decidir converter as ações preferenciais em ordinárias, a companhia também colocou em marcha um plano que a transformou de uma indústria têxtil numa marca de varejo de moda. Atualmente, fabrica cerca de metade do que vende. A receita líquida acumulada no primeiro semestre deste ano foi de R$ 624,6 milhões, com expansão de quase 40%.

A empresa tinha 375 lojas da marca Hering ao fim de junho. A meta é chegar ao fim deste ano com 418 lojas. A administração da companhia já declarou que vê espaço para que o país tenha um total de 604 unidades da marca.

Ontem, as ações fecharam o pregão em R$ 34,28. Segundo dados da Bloomberg, a média dos preços-alvo projetados para a empresa por 15 analistas é de R$ 40,28.