FMI: países desenvolvidos devem agir agora e com audácia

Veículo: Jornal do Brasil
Seção:
Página:


Os países desenvolvidos devem atuar "agora e com audácia" para estimular suas economias, afirmou em Londres a diretora gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, pouco horas antes do início de uma reunião do G7 em Marselha, sul da França.

"A mensagem chave que quero transmitir hoje é que os Estados deve atuar agora e atuar com audácia, em um momento no qual a economia mundial passa por uma fase repleta de perigos", afirmou Lagarde em um discurso no instituto Chatham House.

Christine Lagarde, recebeu favoravelmente o plano econômico de 447 bilhões de dólares anunciado na quinta-feira pelo presidente americano Barack Obama.

"Saudamos as propostas do presidente Obama de ontem à noite, que se concentram no apoio ao crescimento e na criação de empregos a curto prazo", declarou Lagarde em Londres.

A diretora do FMI reafirmou sua posição sobre a necessidade de recapitalização dos bancos europeus, mal recebida pelo setor bancário.

Ela mencionou os riscos das instituições europeias pela crise da dívida na Euzozona.

Ao mesmo tempo, Lagarde pediu aos países desenvolvidos uma ação coordenada para a "consolidação orçamentária", mas admitiu que os caminhos podem ser diferentes de acordo com os países.