Notícias

Indústria deve mostrar desaquecimento nos próximos meses, diz economista

Veículo: O Estado de São Paulo
Seção: Economia
Página:

Indústria deve mostrar desaquecimento nos próximos meses, diz economista

Para especialista do Iedi, na pesquisa regional, desempenhos acumulados já sinalizam ritmo mais fraco

RIO - Os próximos resultados da produção industrial devem mostrar tendência mais clara de desaquecimento no nível de atividade, para o economista-chefe do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi),Rogério Souza. Ele fez o comentário ao analisar o comportamento da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional de maio, divulgada nesta quarta-feira, 6, pelo IBGE.

Na análise do especialista, na pesquisa regional, enquanto os resultados na margem da atividade industrial ainda mostram saldo positivo, o mesmo não pode ser dito dos desempenhos acumulados, que sinalizam ritmo mais fraco. Entre os fatores que podem estar contribuindo para menor ímpeto está a valorização cambial. "O câmbio está mais valorizado, e isso favorece a entrada maior de importados", lembrou o especialista.

Souza defendeu uma política de âmbito microeconômico para o setor industrial. O analista lembrou que o dólar mais fraco e outros problemas de competitividade não atingem de forma uniforme todos os setores dentro da indústria. "A indústria têxtil, por exemplo, já mostrava sinais de desaquecimento mesmo antes da crise global em 2009", afirmou. Para ele, a produção industrial brasileira deve fechar este ano com alta em torno de 3%, bem abaixo da taxa de 10,5% apurada no ano passado.



Compartilhe:

<< Voltar