Indústria têxtil pede redução de impostos para competir com a China

Veículo: Rádio Câmara
Seção:
Página:

Indústria têxtil pede redução de impostos para competir com a China


O presidente da Câmara, Marco Maia, reuniu-se há pouco com o presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Agnaldo Diniz Filho. O empresário reivindicou a redução da carga tributária, afirmando que a indústria brasileira está ameaçada pelos produtos chineses.

 

Segundo ele, as importações brasileiras de produtos têxteis em 2010 superaram as exportações em 3,5 bilhões de dólares (cerca de R$ 5,9 bilhões). A previsão para 2011 é de um déficit de 6 bilhões de dólares (cerca de R$ 10,2 bilhões), o que representa 250 mil empregos não gerados no Brasil.

 

Diniz convidou Marco Maia para participar do relançamento da Frente Parlamentar Mista pelo Desenvolvimento da Indústria Têxtil, às 17h30, no Salão Nobre.