Produtor de algodão reclama de custos e gargalos logísticos

Veículo: PORTOGENTE
Seção:
Página:

Produtor de algodão reclama de custos e gargalos logísticos

Parece notícia velha, mas não é. Entre ano, sai ano e as dificuldades logísticas não dão trégua aos produtores brasileiros. Desta vez, quem expôs as carências foi o presidente do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA), Haroldo Rodrigues Cunha. Ele fez críticas aos gargalos e à carga tributária embutida no processo de produção.


 

“O alto custo da produção e do real muito valorizado em relação ao dólar têm sido os fatores que mais têm comprometido a rentabilidade. Além das deficiências da logística e da infraestrutura. Mesmo assim, somos hoje o quarto maior produtor e exportador mundial.”

 

O crescimento do setor de algodão merece destaque, pois na safra 2009/2010 sua produção foi de 1,1 milhão de toneladas. Já na safra 2010/2011, a expectativa é de que seja colhido 1,9 milhão de toneladas, um aumento de 70%. E para melhorar, cerca de 60% desse total estão vendidos.

 

Por conta disso, tem razão o presidente da IBA em reclamar de nossa estrutura logística? O que o Brasil pode fazer para virar a página e, finalmente, se tornar um país sem tantos gargalos?