Brasileiros querem expandir negócios na América Central

Veículo: DCI
Seção:
Página:

Brasileiros querem expandir negócios na América Central

A Expocomer 2011 - a principal feira internacional e multissetorial da América Central -, que começou ontem e vai até domingo, deve expandir os negócios para a América Central e Caribe através do Panamá. Essa é a expectativa de 60 empresas brasileiras que se expõem na feira. - A edição deste ano conta com o dobro de participantes do Brasil em relação ao ano passado: são empresas de máquinas e equipamentos, materiais de construção, móveis, moda, confecções, alimentos, tecnologia e artigos para casa e decoração. A expectativa é a de alcançar US$ 15 milhões em novos negócios na feira.

Bauducco, Cargill, Chocolates Garoto, Bombril, Velho Barreiro, Intelbras, Lorenzetti, Fame, Embreex - Equipamentos para Exercícios Físicos, Dorma estão entre os expositores. A feira também permite introduzir novidades e tendências, avaliar a reação dos potenciais consumidores e utilizar a Zona Livre de Colón, no Panamá, como ponte para a reexportação de produtos para o Caribe, América Central e América do Sul.

"A Expocomer é uma excelente oportunidade de novos negócios. Atualmente o Panamá é um hub (centro de integração e distribuição comercial) para a América Latina. Possui um sistema de transporte intermodal e é a maior zona de livre comércio do mundo, depois de Hong Kong", afirma Tatiana Rodrigues, diretora Comercial da Conceito Brazil.

O Pavilhão Brasil na feira é organizado pela Conceito Brazil e promovido pela Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).