Trigo sobe com estiagem nos EUA

Veículo: Estadão
Seção: Economia
Página:

Trigo sobe com estiagem nos EUA

 

As cotações do trigo subiram na Bolsa de Chicago diante das preocupações com a persistente estiagem que atinge as lavouras de inverno nas Grandes Planícies, principal região produtora do cereal nos Estados Unidos. Com déficit de umidade desde a época do plantio, no final do ano passado, as áreas onde estão cultivadas a variedade hard red winter, usada para fabricar pão, devem permanecer secas nos próximos sete dias. Segundo autoridades americanas ouvidas pela agência Dow Jones, choveu no Kansas - maior produtor do país - na semana passada, mas não o suficiente para recuperar a umidade necessária. A estiagem já provoca redução na expectativa da safra de trigo de inverno nos EUA. Na semana passada, a consultoria americana Informa Economics estimou que a produção do cereal somará 40,82 milhões de toneladas, ante 42,7 milhões de t previstos anteriormente. Em Chicago, o contrato maio subiu 0,17%, para US$ 7,2225 por bushel.

 

Na Bolsa de Nova York, o algodão voltou a subir de forma expressiva. O contrato maio avançou 3,52%, para 205,96 centavos de dólar por libra-peso. Fundos de investimento e a indústria aproveitaram a queda recente das cotações para voltar a comprar lotes da fibra. Ainda assim, a commodity acumula alta de 168% nos últimos 12 meses. O açúcar cedeu 1,16%, para 27,16 centavos por libra-peso depois que a Índia autorizou a exportação de 500 mil t.