Algodão - Mato Grosso apresenta baixo estoque

Veículo: EXPRESSO MT
Seção:
Página:

Algodão - Mato Grosso apresenta baixo estoque

 

A queda nas exportações brasileiras tem gerado escassez nos estoques da pluma, que atingiu o menor patamar desde julho de 2008

 

Não bastasse o clima chuvoso de Mato Grosso em Mato Grosso que atrapalhou a colheita da soja, também tem afetado o plantio do milho e o manejo do algodão no Estado.

 

As previsões tem mostrado um alivio nas chuvas para o todo o Estado, com isso as pragas como lagartas, pulgão e bicudo, são as que mais atacam a cultura, tendem a dar uma trégua. Com estas previsões, os produtores deverão ficar atentos e aproveitar a estiagem para realizar o controle das pragas, porém, o que se tem observado nesta safra é que mesmo com muita chuva esses males têm sido mantidos sob controle.

 

Segundo dados do último Boletim Semanal divulgado pelo Instituto Mato-grossense de Economia e Agricultura (IMEA), reflexos dos baixos estoques pelo qual atravessa o período, não só internamente como externamente, é a razão da valorização vivenciada pela fibra.

 

A forte pressão praticada pela oferta do produto é assinalada como principal fator da alta nos preços, apesar da demanda permanecer firme.

 

A queda nas exportações brasileiras tem gerado escassez nos estoques da pluma, que atingiu o menor patamar desde julho de 2008 e consequentemente elevação nos preços.

 

Uma prova clara disso é o valor da tonelada exportada que atingiu o recorde histórico de US$ 1.930,60/tonelada no mês de fevereiro.

 

Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior, em fevereiro os embarques da pluma de algodão em Mato Grosso somaram 4 mil toneladas, o que representa uma queda de 57% se comparado ao mês anterior e 70% ante comparação ao mesmo período da safra passada.

 

 

FONTE: EXPRESSO MT