Tombini diz que não vai agir para reverter valorização do real

Veículo: Valor Econômico
Seção: Câmbio
Página:

Tombini diz que não vai agir para reverter valorização do real

BRASÍLIA – O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, deu resposta negativa ao senador Blairo Maggi (PR-MT), que queria saber se a autoridade monetária vai agir para reverter a excessiva valorização da moeda nacional.

Segundo ele, agentes financeiros apontam que a questão cambial mudará assim que os juros voltarem a subir no mercado internacional, no início de 2012.

Na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), do Senado, Tombini lembrou ao senador Maggi, maior produtor de soja do mundo e preocupado com o baixo valor do câmbio para exportação, que o regime de câmbio no Brasil é flutuante.

Ele comentou que há um excesso de liquidez internacional, e os juros praticados estão muito baixos, fazendo com que investidores busquem países de juros elevados como o Brasil para suas aplicações.

Mas voltou a alertar que as empresas devem ficar atentas a fim de não correrem riscos de prejuízo ao apostar, por longo prazo, na valorização do real.

Ele afirmou que a situação de juros baixos no mercado internacional, decorrente da crise de 2008, não é uma situação permanente. Portanto, os juros lá fora devem voltar a crescer e ajudar a taxa de câmbio doméstica a se desvalorizar.

“Ninguém tem bola de cristal, mas o mercado está antecipando para o início do ano que vem”, esse possível aumento no juro internacional, disse Tombini no Senado.

(Azelma Rodrigues | Valor)