Conab diverge do IBGE e vê recorde na safra de grãos

Veículo: Valor Econômico
Seção: Agropecuária
Página:

Conab diverge do IBGE e vê recorde na safra de grãos

BRASÍLIA - A safra nacional de grãos 2010/2011 deve atingir o recorde de 153 milhões de toneladas, com aumento de 2,6% sobre as 149,2 milhões de toneladas apuradas na safra passada. Os números são da 5ª estimativa feita pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), órgão do Ministério da Agricultura.

A área de cultivo deve aumentar 3,1%, alcançando 48,8 milhões de hectares, segundo dados divulgados hoje.

Principal commoditie agrícola do país, a soja tem prevista uma produção de 70,1 milhões de toneladas, com aumento de 2,1% sobre a colheita anterior. A razão principal é o crescimento de 2,8% na área plantada, atingindo 24,1 milhões de hectares totais. De acordo com a Conab, a soja já está sendo colhida no Mato Grosso, Goiás e Paraná.

Para a alta da safra, também contribuem aumentos nas áreas de cultivo do algodão (56,1%), do feijão 1ª e 2ª safras (8,4%) e do arroz (2,5%). A Conab destaca ainda “a menor influência do fenômeno La Niña sobre as culturas, fazendo com que a má distribuição das chuvas tenha sido menos prejudicial à produtividade”.

É bom lembrar que o período para apuração da safra de grãos no país começa no segundo semestre e termina ao fim do primeiro semestre do ano seguinte.

O levantamento da Conab foi feito por 58 técnicos, no período de 16 a 21 de janeiro de 2011, quando foram contatados representantes de cooperativas e sindicatos rurais, de órgãos públicos e privados nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além de parte das regiões Norte e Nordeste.

(Azelma Rodrigues | Valor)