Conab prevê safra de 153 mi de toneladas em 2011

Veículo: Estadão
Seção: Economia e Negócios
Página:

Conab prevê safra de 153 mi de toneladas em 2011

SÃO PAULO E RIO - A safra nacional de grãos do ciclo 2010/2011 deve alcançar um recorde de 153 milhões de toneladas, representando um aumento de 2,6% (cerca de 3,8 milhões de toneladas) em relação à safra passada, que foi de 149,2 milhões de toneladas. Os dados fazem parte do quinto levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado hoje. O resultado representa aumento de 2,4% em comparação com a pesquisa de janeiro (mais 3,6 milhões de toneladas), que projetava produção de 149,4 milhões de toneladas.

A Conab informa que o aumento da produção pode ser atribuído à ampliação de áreas de cultivo do algodão, de feijão, da soja e do arroz, aliada principalmente "à menor influência do fenômeno La Niña sobre as culturas, onde a má distribuição das chuvas foi menos prejudicial à produtividade", informam os técnicos da Conab no documento de divulgação do levantamento. A área de cultivo deve aumentar 3,1%, atingindo 48,8 milhões de hectares.

Entre as culturas, o algodão apresenta o maior crescimento porcentual em área (56%), para 1,305 milhão de hectares (mi/ha). A área com feijão (três safras) deve aumentar 8,4%, para 3,913 mi/ha. No caso da soja, o crescimento é de 2,8%, para 24,1 mi/ha. A contribuição da área do arroz para o desempenho da safra também foi significativa. O crescimento é de 2,5%, para 2,8 mi/ha.

IBGE

Em outra divulgação de dados sobre a safra, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) previu hoje que a safra brasileira de grãos em 2011 deve alcançar 146,8 milhões de toneladas e ser 1,8% menor que a apurada em 2010. A área a ser colhida em 2011, de 48,2 milhões de hectares, é 3,4% maior que a de 2010.

Segundo o IBGE, as três principais culturas - o arroz, o milho e a soja, que somados representam 90,4% da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas - respondem por 81,9% da área a ser colhida. Estes produtos apresentam aumentos nas estimativas de 2,5%, 1,0% e 1,5%, respectivamente, na área colhida para este ano, na comparação com o ano passado.

No entanto, no que se refere à produção, milho e soja apresentam quedas nas estimativas de safra em 2011 ante 2010, de 7,1% e 1,2%, respectivamente. Porém, na mesma comparação, a estimativa é de que a produção de arroz tenha alta de 13,5% em 2011.