Conab prevê safra recorde de 153 milhões de toneladas de grãos

Veículo: Folha de São Paulo
Seção: Mercado
Página:

Conab prevê safra recorde de 153 milhões de toneladas de grãos

O crescimento das áreas cultivadas com algodão, feijão, soja e arroz, influenciado principalmente pela menor influência do fenômeno La Ninã sobre essas culturas, levou a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) a projetar uma colheita de 153 milhões de toneladas de grãos na safra 2010/2011. Segundo a estatal, a má distribuição das chuvas foi menos prejudicial do que o esperado.

O valor estimado pela Conab no quinto levantamento para esta safra, divulgado nesta quarta-feira, consolida a possibilidade de um novo recorde de produção, com aumento de 2,6%, ou 3,8 milhões de toneladas em relação ao ciclo passado, de 149,2 milhões de toneladas. Na comparação com o levantamento anterior, anunciado há um mês, o crescimento foi de 2,4%, ou 3,6 milhões de toneladas.

A área plantada deve crescer 3,1%, abrangendo 48,8 milhões de hectares. Os principais destaques em aumento de área cultivada são as culturas de algodão (56,1%), feijão primeira e segunda safras (8,4%), soja (2,8%) e arroz (2,5%), contribuindo muito para o aumento da produção.

O quinto levantamento da safra de grãos 2010/2011 foi realizado entre os dias 16 e 21 de janeiro por 58 técnicos da Conab. Eles colheram informações com representantes de cooperativas e sindicatos rurais, órgãos públicos e privados nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além de parte do Norte e Nordeste.