Vicunha negocia compra de fábricas na Argentina

Veículo: O Estado de São Paulo
Seção: Economia e Negócios
Página:

Vicunha negocia compra de fábricas na Argentina

BUENOS AIRES - A Vicunha Têxtil anunciou ontem o primeiro passo para seu desembarque na Argentina, com o fechamento de um acordo com o grupo argentino Ullum para iniciar a produção de denim (tecido usado nos jeans). O grupo argentino possui as fábricas da Tinturaria Ullum, a Têxtil Galícia e a Têxtil Panamá. A produção para a Vicunha começará imediatamente. Além disso, a Vicunha firmou um acordo de opção para a compra das fábricas, que vence em 30 de junho.

A produção nas três fábricas da Ullum, localizadas na província de San Juan, na fronteira com o Chile, devem aumentar de 300 mil para 500 mil metros de denim por mês para atender à Vicunha. No caso da compra das fábricas, o projeto da empresa é ampliar a produção para 2 milhões de metros de denim por mês.

Nessa hipótese, a Vicunha investiria US$ 40 milhões para modernizar e aumentar a capacidade das fábricas na província de San Juan. Pablo Jedwabny, diretor de operações da Vicunha na Argentina, declarou à imprensa que ?a produção está pensada, a princípio, para atender à demanda do mercado argentino?.

A província de San Juan é comandada pelo governador José Luis Gioja, aliado da presidente Cristina Kirchner. Em diversas ocasiões a presidente deixou claro que possui interesse no desembarque de mais grupos brasileiros que desejem investir na Argentina. A província de San Juan está longe da fronteira com o Brasil e da maior parte dos centros consumidores argentinos. Além disso, não conta com algodão, matéria-prima essencial para a produção de denim. No entanto, o governo provincial oferece linhas especiais de crédito, além de uma série de vantagens tributárias e mão de obra qualificada e barata. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.