Couro e calçado estão com as exportações em baixa

Veículo: News Comex
Seção:
Página:

Couro e calçado estão com as exportações em baixa

Apesar de todoootimismo comomercado doméstico, o setor coureiro-calçadista não conseguiu uma arrancada eufórica em suas negociações internacionais. No primeiro mês do ano, os fabricantes de sapatos registraram queda de 15% nas transações comerciais. Já a indústria curtidora, mesmo com porcentual positivo em 36%, não conseguiu recuperar o preço médio das vendas pré-crise: em 2010 a média mensal dos embarques somou US$ 145,2 milhões e quase US$ 160 milhões em 2008.

As vendas de calçados e suas partes para o exterior - principalmente EUA, Itália e Reino Unido - somaram em janeiro US$ 121 milhões contra US$ 143 milhões no mesmo mês do ano passado. A queda no faturamento também aconteceu em relação a dezembro, com perdas de 10%, conforme resultado preliminar divulgado ontem pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Em 2010, os calçadistas exportaram US$ 1,48 bilhão.

BALANÇA COMERCIAL

Em janeiro, a exportação do Brasil alcançou o valor de US$ 15,215 bilhões e média diária de US$ 724,5 milhões, recordes parameses de janeiro, superando janeiro de 2008, US$ 13,277 bilhões e US$ 603,5 milhões, respectivamente. Sobre janeiro de 2010, as exportações registraram aumento de 28,2%. Já em relação a
dezembro de 2010, retrocedeu 20,3%.

As importações totalizaram o valor de US$ 14,791 bilhões e média diária de US$ 704,3 milhões, igualmente recorde para meses de janeiro, superando janeiro de
2008 (US$ 12,355 bilhões e US$ 561,6 milhões, respectivamente). Sobre igual período anterior, as importações registraram crescimento de 22,7%, e sobre dezembro de 2010, aumento de 4,2%.

O saldo comercial do mês registrou superávit de US$ 424 milhões, valor superior ao registrado em janeiro de 2010, quando apresentou saldo negativo de US$ 179 milhões.

Preço mais alto em 23,7% sobre 2010

A exportação de couros e peles atingiu US$ 141 milhões, quando em janeiro de 2010 a receita foi de US$ 104 milhões. Os embarques foram mais expressivos para China, Itália e Estados Unidos. O setor também contabilizou queda de 12% em relação a dezembro, quando vendeu US$ 160 milhões para outros países. O couro também está entre os produtos da pauta de exportação que apresentaram elevação de preços na comparação com janeiro 2010, com aumento de 23,7%. Em 2010, o setor movimentou no exterior US$ 1,74 bilhão, 50% a mais que em 2009, conforme o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil. (Fonte)