Varejo teme desabastecimento e pede importado no setor têxtil

Veículo: Indústria Textil
Seção:
Página:

Varejo teme desabastecimento e pede importado no setor têxtil

Em preparação para a chegada do inverno, o setor têxtil começa a se preocupar com o abastecimento. A produção de sintéticos e tecidos para costura de casacos esportivos não deve acompanhar por muito tempo o crescimento do consumo no Brasil, segundo a ABVTEX (Associação do Varejo Têxtil), que reúne as grandes redes do país, informa a coluna Mercado Aberto, assinada por Maria Cristina Frias (a íntegra está disponível para assinantes do UOL e do jornal Folha de São Paulo.

"Jeans, malharia e tricô nós até temos. O sintético, para produzir jaquetas, é o mais crítico", diz Sylvio Mandel, presidente da entidade.

Há um descompasso entre o crescimento do varejo e o da indústria, segundo Mandel. "A expectativa de alta do PIB em 2010 é de 7,5% enquanto o volume de vendas do varejo avançou 11,9% de janeiro a novembro."

Medidas protecionistas, como a elevação de barreiras a importados, agravam a questão, segundo Mandel, que se prepara para levar a Brasília pedido para que o governo não dificulte a entrada de itens estrangeiros.