No comando do G20, Sarkozy deve alertar sobre alta dos preços dos alimentos

Veículo: Jornal do Brasil
Seção:
Página:

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, convocou para hoje (24) uma entrevista coletiva para detalhar as prioridades de sua gestão no comando do G20 (grupo dos países mais ricos do mundo) e dos conflitos na Tunísia e na Costa do Marfim – países que no passado foram colônias francesas. As informações são da rádio pública da França, a RFI (Rádio França Internacional).

De acordo com assessores, Sarkozy defenderá a busca por avanços na reforma do sistema financeiro internacional depois da crise econômica. Para o presidente francês, é fundamental que os líderes mundiais combatam a especulação, que pode gerar a alta dos preços dos alimentos a partir da elevação das commodities agrícolas.

Sarkozy também pretende alertar sobre os riscos de uma guerra de moedas em uma mensagem a países como os Estados Unidos e a China. Também estará a cargo do francês o comando do G8 – que reúne os Estados Unidos, o Japão, a Alemanha, Grã-Bretanha, França, Itália, o Canadá e mais a Rússia.

O calendário de atividades tanto do G8 quanto do G20 será intenso ao longo do ano. No caso do G20, que também é formado pelo Brasil, há reuniões de ministros da Fazenda e de bancos centrais nos próximos dias 18 e 19 de fevereiro. No ano passado, os líderes mundiais se comprometeram a analisar o impacto da crise financeira mundial em suas economias. A expectativa é que apresentem as conclusões