Notícias

SEM BRINCADEIRA

Veículo: Folha de S. Paulo
Seção: Mercado Aberto
Página:


A italiana Chicco, que produz brinquedos, vestuário e acessórios infantis, acaba de abrir uma fábrica no Brasil. A marca trabalha hoje com 90% de sua produção de roupas vindas da fábrica da China, segundo Paulo Solimeo, diretor-geral da Chicco do Brasil.
Com a produção na China, a operação brasileira precisava planejar pedidos com muita antecedência e sofria com movimentos no câmbio e reposição do estoque. A unidade do Brasil não conseguirá competir com o imbatível custo da mercadoria chinesa, diz Solimeo, mas o resultado será positivo. "Comparando só custo do produto, o chinês é 30% mais barato. Mas, quando colocamos no cálculo frete e tributação, o brasileiro fica 10% abaixo." Mas Solimeo não atribui a importância do investimento à economia que vai gerar. "O principal é olhar para o futuro e mostrar ao grupo o Brasil como alternativa de produção além da China, que já começa a dar sinais de desgaste."
A Chicco também abriu recentemente filial na Índia para produção de brinquedos. A coleção de roupas brasileiras chega às lojas em junho.


Compartilhe:

<< Voltar