Notícias

Fematex aposta na democratização da informação


Palestras sobre tendências e tecnologia são destaque da programação, com grande sucesso de público
 
Reafirmando o compromisso de fazer da disseminação de informações um dos pilares da Fematex – Feira Internacional de Materiais para a Indústria Têxtil e de Confecção, os organizadores prepararam um ciclo diversificado de palestras sobre tendências e tecnologia, que têm sido um sucesso de público. 


Palestra Penso Moda


 A consultora de moda Fanny Lytmann, da Penso Moda, abriu o quadro de palestras no segundo dia do evento, falando sobre as tendências para o verão 2009-10 e sobre a sua visão a respeito da tão falada crise atual. Segundo ela, enquanto nos últimos nove anos a cadeia têxtil brasileira teve um período de crescimento acima do normal, período esse que ela chama de “tempo de oportunidades”, agora é que o país enfrentará um estado de coisas reais.


 A especialista falou ainda da atipicidade do consumidor brasileiro, que tem nas novelas de TV fonte de desejos fashion e da necessidade de adaptação das tendências internacionais a essas vontades. Explicou também a diferença entre o que os brasileiros, desde os reconhecidos internacionalmente, produzem e a visão da imprensa estrangeira que pensa que roupa para ter uma identidade brasileira tem que ter estampa e cor, numa caricatura do que acham que é o Brasil , “como se vivêssemos num país em que predominassem Carmens Mirandas ”.


 Outro ponto importante diz respeito à necessidade de se renovar sempre os básicos, que vendem bem. “A moda é a renovação permanente e os básicos também entram nessa história, pois devem sempre estar com aparência contemporânea”, disse ela.


 As tendências para o verão 2009-10 apontam firmemente em direção ao Oriente , especialmente à Índia, além de renovar a linha esportiva, brincar com a textura e o look dos tecidos (brilhante/fosco); se volta também para o clima do rock, do romantismo e da geometria das linhas nas roupas e acessórios. A apresentação foi valorizada por amplo material visual e a consultora mostrou a linha de lançamentos de metais da Metalsinos Fashion, que promoveu a palestra.
 
Palestra Arena Bureaux

Norberto Arena , do Arena Bureaux, apresentou em sua palestra as influências do Promostyl, um dos mais conceituados bureaux de estilo do mundo, para o verão 2010, além de falar um pouco sobre o mercado de moda no geral, a macroindústria, os calendários A, B e C e a importância do Brasil deixar o calendário C (das cópias) e investir cada vez mais no calendário B, que é o ineditismo. Para o verão 2010, um dos principais caminhos é “Consumir melhor para viver melhor”. Atualmente, o consumidor final é quem decide o quer comprar.


 Para a Promostyl, a influência principal da estação é “Humano” e os quatro grandes temas são: “Deserto Selvagem”, “Decadence”, “Post It” e “Onda”.


 “Deserto Selvagem” é representado pela cultura alternativa, o estilo nômade e uma criatividade ativista. Jack Kerouac e a geração Beat são ícones deste tema. “Decadence” valoriza a simplicidade inteligente e a ergonomia. “Post-It” valoriza o ser humano e “Onda” busca viver em harmonia com a natureza.
 
Palestra WGSN

Andréa Bisker, da agência de captação de tendências WGSN, ministrou a última palestra do segundo dia do evento, com público recorde. A especialista colocou em pauta as tendências do verão 2010, não sem antes fazer considerações sobre o estilo de consumidor atual, que está migrando do ‘querer’ ao ‘necessitar’ e que tem mais confiança no valor agregado e que os produtos atemporais têm seu valor em ascensão, assim como a chamada Slow Fashion, que diz respeito às marcas que apenas lançam coleções quando há algo a se dizer.


Hoje, no mundo as mulheres de 43 a 60 anos, de alto poder aquisitivo, existe um tédio com o design corretinho e prioriza não apenas a compra, mas especialmente os serviços incluídos, e são o foco de algumas marcas. No Brasil ela citou Huis Clos e Maria Bonita como grifes que atendem esse nicho de mercado.


 Já o mercado jovem coloca em primeiro lugar a auto-expressão através da moda. Para esse público a customização é algo extremamente importante e marcas que os façam se sentir autênticos são as escolhidas.


 Sobre as tendências, Andréa Bisker citou a importância do vintage e achados de família; ecomarcas; novas formas de usar roupas; recessão chic, além do slow fashion; das roupas seasonless, isto é, que não são trabalhadas pelas estações, apenas ao conceito de marcas e, por fim, o alto valor dos manufaturados.


 Entre os temas para o verão 2010, a profissional aponta: Vida Simples; 80´s Work Out; Future Form e Étnico Viajante.
Vida Simples diz respeito a um rústico urbano, peças com detalhes artesanais, matéria-prima ecologicamente correta e aspecto simples com ares contemporâneos. Esse tema tem grande sintonia com o segmento infantil. 


80´s Work Out traz o estilo esportivo como predominância, com ares do filme Flashdance. As sobreposições e os aviamentos esportivos com alguns toques em néon são importantes.


 Future Form traz peças nas quais a estrutura foi revista, com influência da arquitetura, com looks aerodinâmicos.
 Étnico Viajante vem com uma estética relacionada ao étnico, modernizado através do glamour.


 Vale lembrar que o ciclo de palestras acontece até o último dia da feira, sempre às 10h30; 13h30; 15h e 17h30.

Confira a programação



Compartilhe:

<< Voltar