Entidades Empresariais reúnem-se para auxiliar na construção de casas aos desabrigados e desalojados

Veículo: Guia Têxtil
Seção: Social
Página: www.guiatextil.com

Uma reunião realizada no dia 15 de dezembro, na Prefeitura de Blumenau, sinalizou a concretização do Projeto Novo Lar, que prevê a compra de terrenos e a construção de aproximadamente 7.300 habitações para quem perdeu tudo na enchente. Segundo o prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinübing, o objetivo é comprar alguns terrenos já no mês de dezembro e até o fim de janeiro iniciar a construção das primeiras casas. Estiveram presentes no encontro o presidente do Sintex, Ulrich Kuhn; o diretor Renato Valim; além de representantes do Sistema Fiesc, Ampe, Sinduscon, CDL, Acib, entre outros.


As casas e apartamentos terão de 30 a 58m² e serão construídos em 30 áreas, em diferentes regiões de Blumenau. Segundo o prefeito, existe um esforço para alocar as famílias em áreas seguras próximas de onde eram suas antigas residências. A Secretaria Municipal de Planejamento Urbano, responsável pelo Projeto Novo Lar, prevê que estas áreas disponham ainda de infra-estrutura urbana, como creches, postos de saúde e áreas de lazer.


Para a construção dos novos lares serão necessários cerca de R$ 30 milhões.Os recursos deverão vir do Fundo Social, da Defesa Civil e de doações nas diversas contas instituídas para as vítimas da enchente.
O presidente do Sistema Fiesc, Alcântaro Corrêa, que esteve presente na reunião, divulgou que na conta aberta pela entidade no banco Bradesco, intitulada Solidariedade Volta ao Lar, estão depositados cerca de R$ 600 mil. Corrêa já pôs os recursos à disposição do Projeto Novo Lar para a compra dos primeiros terrenos.


Beneficiados – A Prefeitura prorrogou até quarta-feira, dia 17, o prazo para quem teve a casa atingida pelas chuvas realizar o “Cadastro Único do Cidadão Atingido”. O cadastro é obrigatório para todos que tiveram danos e deve auxiliar o poder público a traçar o perfil e as necessidades das famílias atingidas. A expectativa é de cerca de seis mil pessoas realizem as inscrições. Até o momento mais de três mil cadastros já foram preenchidos e até o final do dia outros 500 devem ser totalizados. Os postos de cadastramento, montados em locais estratégicos da cidade, atendem das 8h às 15h.

Auxilie o Fundo de Solidariedade Volta ao Lar, criado pelo Sistema Fiesc:

As contas para doações são:

 Solidariedade Volta ao Lar Banco:

Bradesco (237)
Agência: 2186-5
Conta Corrente : 36.000-7 CNPJ: 83.873.877/0001-14

FIESC Solidariedade SC
Banco do Brasil
Agência 3425-8
Conta Corrente: 21.000-5
CNPJ: 83.873.877/0001-14

Mais informações podem ser obtidas pelo email solidariedade@fiescnet.com.br Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo ou pelo telefone (48) 9916.3085.