Notícias

Linha de crédito a empresas atingidas

Veículo: Diário Catarinense
Seção: Informe Econômico - Estela Benetti
Página: www.diario.com.br

As chuvas dos últimos dias, além de perdas humanas e de infra-estrutura, estão causando prejuízos ao setor produtivo. O presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fiesc), Alcantaro Corrêa, afirma que a entidade sugeriu um levantamento às empresas para que apontem os prejuízos que estão tendo. Se as perdas forem muito grandes, a entidade vai propor ao governo a criação de uma linha de crédito para as empresas poderem repor máquinas e equipamentos e cobrirem outros custos.

Os diretores do BRDE, Casildo Maldaner e Renato Vianna, já solicitaram ao BNDES a criação de linha de crédito especial aos empresários e agricultores atingidos pela enchente. Eles também sugerem prorrogação do prazo para quem já tem financiamento na instituição.

Entre as regiões mais atingidas, com atividades suspensas nas empresas, estão as de Blumenau e Itajaí. Indústrias cerâmicas de Criciúma estão desligando fornos devido ao corte do gás natural em função de explosões em Blumenau, SC. No Norte, em Joinville, apesar da enchente, as industrias não vão parar.

O presidente do Sindicato das Indústrias Têxteis de Blumenau, Ulrich Kuhn, afirmou que esta é a pior enchente da história do município e que as empresas só vão retomar atividades quando os trabalhadores poderão voltar com segurança. 


Compartilhe:

<< Voltar